18/07/2009

Não é a mamãe!

por Nazaré Tedesco (Senhora do Destino)

Tenho observado ultimamente mulheres com comportamentos muito estranhos. Chego a pensar que elas acabarão, um dia, raptando um bebê.

Convivo diariamente com dois exemplares desse espécime absurdo de pessoa. Em primeiro lugar, não entendo que fascínio é esse que algumas pessoas têm com bebês. Eu, particularmente, não gosto de crianças. Só vou gostar e ter paciência quando tiver as minhas — daqui a muitos anos, se tudo der certo.

Tudo bem, eles são bonitinhos, fofinhos, quase sempre cheirosinhos, mas se eu pegar as coisinhas babantes e cagonas no colo por 15 minutos, já estourei minha cota anual de curiosidade e paciência.

Mas tem gente que, não sei, tem uma tara esquisita com crianças. Não pode ver um bebê que já quer sair apertando, pegando, mexendo... até mesmo com desconhecidos na rua. Eu, hein! Será que não brincaram de boneca o suficiente na infância? Provavelmente não, porque eu ainda brincava de bonecas enquanto muitas das minhas coleguinhas já estavam por aí dando mais que chuchu na cerca transando.

Mas, enfim, não é esse o ponto.No meu hospício ambiente de trabalho, tem duas gurias — leia-se de 20 e poucos anos — que não podem ver um bebê. Elas chegam ao cúmulo de "se apropriar" do filho alheio. Uma delas coloca um milhão de fotos do filho de uma amiga no orkut, no MSN, acho que paparica mais que a própria mãe.

A outra me viu olhando a foto de uma conhecida no orkut, no qual a menina segurava no colo um bebê — que eu não sei de quem é, acho que é sobrinho dela —, e imediatamente começou a bater no vidro atrás de mim feito uma louca querendo saber quem é a criança.

Gente, isso está beirando a insanidade. Será que elas não sabem como se faz para engravidar? Porque seria bem interessante elas fazerem um filho para elas e pararem de querer o dos outros, né?! Eu, hein! Sai pra lá, urucubaca!  




* Nazareth é louca varrida, se acha linda e sedutora, alcoólatra e ladra de bebês. Mas ela teve um bom motivo. A criança se chamava LINDALVA. Ao menos ela batizou de Isabel.

2 comentários:

Norma disse...

Hahahahahahahahaha... morri com a frase final!

Pior que também não sou muito chegada nos potinhos-de-cocô-futuras-pessoas. E sou rodeaaaada de amigas que, com seus vinte e poucos, já tão babando mais que os sobrinhos/filhos de amigas pra cima da criança.

Sou total a favor de "quer ter filho? É bom e fácil fazer, só não me enche o saco pra mostrar os dos outros!"

Páginas da minha vida disse...

você é igual a mim.tb não sou fã de criancinhas não.sao fofinhas sim,mas no colo da mãe kkkkkkkk

bjs

 
Nossa TPM é sempre aguda! © 2008 Template by Exotic Mommie Illustration by Dapina